segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Um dia chamada de irmã



Arrependimento. Heróis de guerra em tempos de paz.Jorrando fogo pelos lábios sem tocá-los, não mais.Novas experiências transtornadas pelo meio fio, da lama o espírito, que um dia foi dividido por nós.Sem mais falar de amor, sem rodeios, fraternidade em jogo, cartas na mesa.Assinaturas que um dia foram escritas agora de nada valem, nem mesmo as minhas palavras;não há como voltar ao passado.Ciúmes, perda de confiança, sentimentos sendo jogados e triturados para venda, industrial.Frases sem nexo costuradas a minha pele, não te farão mudar de ideia, e essas, por fim, não te fazem sentido algum.Minhas lagrimas são apenas doce aos seus lábios agora, e eu tento me conformar que te perdi.Mas nunca fui boa com essas...despedidas, e principalmente, pedidos de desculpa, mas aqui estou eu, fazendo-o.O que seria mais justo escolher, a amizade ou o amor? Há mais tempo contigo e mais formigas me rodeando, esperando-me apodrecer. Nostalgias passageiras, pois lá no fundo do fundo eu sei, que você pode não me perdoar, e tem motivos pra isso; já que, o que sou? Uma traidora aos teus olhos, certo? Nada será como antes, estraguei tudo, tudo o que, até então, mais valorizada e mais firme estava. E essa aspirante aqui, a escritora e amiga, não sabe mais o que falar, só tenho a esperança de que possa abraça-la e assim você entenda que realmente me arrependi, não são palavras jogadas num livro, não essas.E ele? O que fazer sobre isso... Bem, começar de novo se possível, o que acha? No entanto, acredito que você também sinta minha falta, por mais mínima que seja. Noites e noites, tenho um mesmo sonho, em locais e fundos diferentes, mas o mesmo, estamos nós três juntos, rindo e felizes, em paz.Mas ao acordar, ainda achando ser verdade lanço-me nesse poço no qual decidi entrar, buscar; e vejo ser apenas a minha mente libertando fragmentos durante o inconsciente.Me julguei superior, por sermos tão diferentes, mas tão ligadas uma a outra, e tenho que aceitar isso agora, que você não esta sozinha mais nesse mundo, e gostaria de lhe informar, não estou mais também.Fiz novas amizades, douradoras como juradas e um novo amor,que sempre esperei, por fim, concluirei com uma frase que, posso me arrepender de dizer, por mais pura verdade:

''I can live with or without you'' (preferencialmente ''with'' )
Fim? Me diga.


quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Mútuo


Estar ao teu lado
Morrer aos pedaços
Viver e voltar e voltar aos teus lábios

Teus cabelos dourados
Só sei que embaraço
Viver e voltar e voltar aos teus braços

Teu olhar apaixonado
Sinto doce, o salgado
Viver e voltar e voltar aos teus lábios

Te abraçar apertado
Preencher esse espaço
Viver e voltar e voltar aos teus braços

No escuro calado
Interrompa o sagrado
Viver e voltar e voltar aos teus lábios

Teu ser perfumado
Me amarre com um laço
Viver e voltar e voltar aos teus braços

Esqueça o passado
Somos juras de aço
Em frieza e mormaço
Te amo e te guardo
Viver e voltar e voltar, aos teus lábios



*-* Comentem ! sem palavras... :)



domingo, 4 de novembro de 2012

O Último de Uma Era



















Poderia o Sol poente
Com vestes de mulher
Adentrar nesta nascente
E azul resplandecer
Nas águas da corrente
Oeste há pelo nascer
Reflexo, Lua crescente
Só quer teu rosto ver

Com a noite, escuridão
Estrelam brilham com fervor
Ao toque da percussão
Chamai-me de louvor
Do inverno ao verão
Pelos olhos do senhor
Desfrutai dessa canção
Minha carta de amor

Vestindo seda e cetim
Caminhe com a ventania
Perfuma o meu jardim
Lidera a cavalaria
A noite chega ao fim
Mas não minha alegria
Em teus olhos vejo a mim
Escrava de tua melodia

Como pode não sentir
Da terra a presença
As flores vão florir
Sob o sol de Florença
Luz, vai te reprimir
Conheces minha crença
A verdade ira existir
Ao provar da diferença

Tome voz nestas rimas
Da junção de céu e mar
Piedade às suas vitimas
Que só querem te amar
Os tesouros das minas
Invejam o teu olhar
Resplandece e ilumina
Minha sombra no altar



Postado por Bia ( até pq o blog é só meu né ? kkk )
Comentem ! bjs

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Reflexo Da Lua

 


Reflexo da lua
“Não entendo como eu me permiti a autoexclusão, todos ao meu redor, ninguém ao meu lado, troquei as fichas, saí perdendo , apostei tudo, não valeu a pena, mas, me conforto nas idéias e pensamentos sobre ele, é o motivo que me fez acordar desse submundo, dá- me -ei um brilho aos olhos, tornar-nos um só, suplico tais palavras de tua boca, e, quando me dei conta levantei sem fala,nem sorrindo, nem gritando, somente com aquela expressão de satisfação ao ver o que vê, mas não vê, nem ele, nem, ninguém, só o habitual e rotineiro quarto, e, quando tomei coragem a levantar, senti uma força a forçar-me para o chão, eu quero ser derrubada, pois assim, vivo o que desejo viver na minha cabeça, fora de mim, de pé; caminho até o guarda-roupas, abro-o e me surpreendo ao ver um bilhete azul, preso com uma normal figurinha de caderno, e, ali, analisando-o, abro-o e falta-me ar, vejo que tudo quilo fora real, e, ele fugira noite adentro para não arcar com as conseqüências, as imagens passam por minha mente, os flashbacks me deixam imóvel, e, depois de ler o bilhete mais de vinte e sete vezes, analisando a letra... volto! Tenho que voltar ao que fazia, com um sorriso no rosto, visto a calça e a camiseta com pressa, pego o primeiro sapato que vejo pela frente quando quase saio, percebi que o bilhete continuava onde o deixara, ai! Como pudera fazer algo assim? Pego o bilhete, coloco delicadamente no bolso, suspiro, e vou caminhando para a escola, com um medo saliente no olhar, repetindo o bilhete ao mais baixo tom: ’’ Sabes que tenho que ir, ambos tememos a descoberta desta noite, não pense que fujo de ti, mas tento assim reviver em ti o mesmo que sabes que acontecera no dia anterior, temo que me esqueça, mas nunca o farei; agora, minha luz, vou, mas quero que me encontre em três luas, sabes aonde,
                                                                                  De teu amado, assim espero ‘‘.
Aprova de que precisava para cortar uma cabeça, subir por dentre delas e arruinar seus sonhos, deixando-os tão pálidos quanto estive eu, quando descobri que fora real, MAS não desejo queimar sua vida, porque essas chamas, tão fortes e intensas atingiram ambos numa só jorrada, é perigoso e ninguém poderá saber desta minha aventura, motivos já explicados anteriormente, por isso os escreverei aqui junto do cotidiano que tanto me entristece e seca minha alma, a ao passar dessas três luas, tudo entrará no mais harmonioso ritmo, a chuva e o mar se tornarão um só, o desejo que sinto somado aos flashbacks trazem-me de volta a vida, vejo-o ao olhar no espelho, um reflexo perfeito e imperfeito de mim, seu perfume continua no papel,e, como a sociedade não liga para o que escrevo, tento fazer o melhor possível com esse trabalho, e , devo admitir, estou orgulhosa com o que foi feito até agora, por mais simples e clichê que seja, é o que aconteceu ao baixar o sol horas atrás, quando a lua não apareceu e, minhas repetições trazem a este papel , meu único leitor, a cansativa curiosidade humana,mas, querido papel, imagino que já saiba que não posso falar o nome dele, quem sabes, um dia, tenha o privilégio de ter sua letra cravada aqui, como em meu coração está agora, batendo, batendo, esperando- o ansiosamente para tocar minha alma de modo jamais feito antes; sei que tudo isso pode parecer loucura,mas,juro, é verdade, seria muito imprudente mentir sobre algo tão sério como o amor,ardente, apaixonante, belo e intelectual; veja como os descrevo de forma semelhante,, rio de mim mesma com a comparação de tais, deixo meus segredos, confio a ti, folha, que guarde-os..Dou-me morcegos!Até breve”


Comentem!! Postado por Bia ;)




sábado, 20 de outubro de 2012

Teus, Meus


''O brilho dos olhos teus
Adentra 
Entorpece
Encanta
Adormece
Espanta
Enlouquece
Fascina
Anoitece
Provoca
Alvorece
os olhos meus''


-B²


Postagem sem foto.A primeira de muitas de um novo tema,
Espero que gostem
ps: não consegui tirar essa amrcação branca do texto kk
Postado por Bia :P

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Incógnita - um fim sem começo
























Então parecia que nada mais a satisfazia, nem a carne viva, nem a morta, tudo deixara de ser sonho,ou não.A vida cheia de nada que vivia diariamente forçava o coração sempre cheio, nunca completo.A música, aquela que por mais que ouvisse, que tentasse, que treinasse, nunca conseguiria alcançar aquela nota, isso é apenas para poucos.Gritava com os olhos fechados que escorriam lágrimas frias, as quais enxugavam seu rosto, sentiu uma brisa,então calo-se.Ao abrir os olhos se deparava estar em uma praia,deserta.Cada grão de areia no qual aos poucos ela caminhava , grudava-se aos pés, ao corpo, a boca, ao cabelo, cada passo ia trazendo mais e mais consigo.Flutuava levemente ao som de uma musica qualquer,de repente, assim , do nada deu-lhe um aperto no coração e caiu ,no mar, onde tudo se dissolvia, tão rápido, a música chegara ao seu fim, e as águas traiçoeiras a levaram para longe...Longe? profundamente dentro dos pensamentos de uma água cristalina que coloriu os olhos mais escuros já vistos pelo homem.Ah, ela, com os olhos castanhos perdidos na água nem se lembrara mais como era, fisicamente e espiritualmente ; o espírito se libertou nas águas secas do mar, e o físico se perdeu ao soltar a terra.Cada fio castanho de seu cabelo queimara, cada pedaço de sua carne presa à pele branca ,sumira com a areia.Mas o que havia acontecido ? Pois, estava ela jogada  a um quarto quando voltou a espirar, como seria possível?  sem saber onde estava ou como havia chego ali; mas, havia um homem naquele recinto escuro onde ela se encontrou (ou não), uma luz a iluminou, de baixo para cima, como nunca visto antes, ela se tornou feita de luz, que se expandiu pelo quarto, revelando o homem.Alto, magro,cabelos loiros à altura do ombro, óculos, e os olhos do mais claro verde a encarava, a cabeça dele estava inclinada para a direita.Ele se levantou e estendeu a mão  direita em direção à ela e acenou com a cabeça; ela estendeu a mão direita para com a dele e levantou a cabeça, ao se encostarem houve uma explosão e novamente um apagão.Tudo aconteceu tão rápido, um loiro, um toque e uma explosão ...e então queridos, tudo ficou escuro.Ao abrir os olhinhos não via nada, nem a si mesma, não se mexia, nem sentia seu corpo, aquilo era a escuridão , profunda e eterna.

Comentem ! bjs Bia

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Nativos em Fuga


Estou eu a ponto de enlouquecer
As boas lembranças me fazem louca
Não é mais possível os convencer
Que, jamais, esqueci sua boca

Por que o passado me persegue?
Seu amor já não me pertence mais
A dor me consome, não há quem negue
Pois a felicidade só seu amor traz

Só o futuro poderá nos dizer
Oh tempo mãe das nossas almas
Com esses amantes piedade há de ter
Pois a juventude já os tirou a calma

Como o açúcar em seus olhos de mel
Mesmo longe sinto eu o seu calor
Junto da certeza do azul imenso do céu
Da distância resiste o nosso amor

B² (Mentes Fraternas )

Esse poema eu escrevi a pedido da minha amiga Ju Bellotto, e então inicia assim a '' coletânea '' (se é que posso chamar assim ) Mentes Fraternas, que serão poemas e textos feitos sob encomenda kk
Espero que tenham gostado ( especialmente vc Ju )
Comentem!!! bjs

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Pensamentos Loucos



















''Penso como mal aproveitei meu tempo,eu o joguei no lixo, devia me reorganizar, novamente passar um tempo sozinha, só eu e meus loucos pensamentos, estou prestes a explodir, passam-me coisas que prefiro fingir que não sei que isso aconteceu, pois não devia derramar lágrimas por isso.Tenho que ser forte, afinal, me avisaram.Mas ao mesmo tempo me enganaram, me sinto culpada por tudo isso, todos estão me apoiando, mas não é isso que quero ouvir, não quero ouvir mais nada; prefiro escrever a falar, ninguém vai me entender mesmo, estou na linha de limite, no limbo, analisando meu próximo passo, como devia ter feito antes.Talvez tenha até feito a escolha certa, mesmo assim me arrependo, por parte não estou vendo a melhoria, só a verei depois de todo o sofrimento que estou passando, não sei se valerá a pena, um dia poso me agradecer por isso, não hoje, nem amanhã, em um dia qualquer do meu futuro.Apesar da força que me dão, não a mereço, nem a reconheço, afinal não está acabado, nem está perto disso, respiro, e continuo a analisar as tantas coisas que passam pela minha cabeça, como algo que é uma mistura de medo e felicidade, algo que sempre ansiei, desde pequena.Mas acho que não suportarei novamente a pressão, que toma conta de mim, preciso dormir ... relaxar e esquecer tudo isso, talvez com ua nova semana as coisas melhorem e se acertem, cada uma em seu devido lugar.'' Pensamentos loucos - B² ( de 2011 )

Comentem !!! bjs Bia ;)

( Perigos de feriado )

''E a obsessão se tornara cada vez maior, não importava quão alto fosse a escalada e quão perigosa fosse a queda; havia de alcançar a luz '' ( Perigos de Feriado - B ² )
























Bem gente, esse aqui surgiu super a toa mas a intenção é a mesma como dos outros, e, já já vem coisas novas (velhas )
Comentem! bjs Bia

quarta-feira, 25 de julho de 2012

- Um dia par -


















O dia mal começou,
Ainda está escuro lá fora,
Pois aqui dentro se encontram
Os raios de luz.
- Um dia par - B²

o que acharam  amores? comentem ! bjs :* Bia

terça-feira, 24 de julho de 2012

Rob Downey Jr

Oi gente, to aqui postando meu desenho do maravilhoso do Robert Downey Jr. mais conhecido por vcs como homem de ferro ou Sherlock Holmes .As últimas 3 noites foram totalmente dedicadas a a esse desenho, que se não me engano é o primeiro que eu faço copiando uma foto.Comparem :




Espero que vcs tenham gostado porque eu amei!! #lindo kk Comentem meus amores! bjs *-*
Postado por Bia 

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Queima Interna



Ela havia queimado tudo, tudo que se podia ver,
até as raízes da árvore começaram a se desfazer.
Aquela chama que implodia em seu interior
começou a voar ,e se libertou da dor.
E de um instante arrependido
ela se senta na touceira e faz um ultimo pedido:
'' Já que esse fogo trazido por mim permanece,
me leve junto e não desobedece ''
As chamas não exitaram,
e o coração da moça sofreu de seu último desamparo.


as inspirações de fogo me veem a toda hora, e fiquei feliz em concluir essa, comentem meus anjos *-*
Postado por Bia  :)

terça-feira, 3 de julho de 2012

Aqueles olhos..



(...) E abriu os olhos, virados para cima, de cabeça baixa e um sorriso malicioso ( ou maléfico, não sei ao certo ) volto-me novamente aos olhos que fitam os meus com aquele tom facultativo que encabula meu ser.São esses olhos que teem inspirado o meu mundo a entendê-los. Falo dos olhos que não teem cor, esses belos diamantes transpassam a luz e a escuridão.Ou... seriam os meus ? B²

Esses olhos tem grande história, mas não posso contá-la.Só peço ao dono que continue a fazer o que faz; me hipnotize com seu olhar enquanto sou levada a outro lugar pela sua voz.

 Comentem!espero que tenham gostaado :) bjs Bia

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Filmes de terror


























Filmes de terror

Fantasias reais do medo
Façam-me rir enquanto ignoro a tela.
Facas, espingardas, arcos e
Flechas mortais de personagens
Fascinados com a idéia de
Fazer com que a vida
Fosse um
Favor ao diabo
Feito de carne humana.
Falecimentos
Famosos preenchidos de dólares
Formosos rostos donos do medo
Figuras publicas pagas para
Falar o mandado pelo diretor em-
Fadado pelo publico
Falante e valente
Figurantes apavorados entre as sombras
Finas, dos medonhos
Filmes de terror.

Bia Bidinotti

Vou fazer uma pequena dedicatória:
eu escrevi esse poema na ultima sexta feira, quando fui '' assistir '' um filme de terror com a galera da minha classe,
dentre eu não prestar atenção e as provoções recentes do dia anterior, decidi publicar
não é pra ninguém morrer de medo de mim nem nada, mas como eu mesma já disse ( disse ?):
aqui, posso ouvir minha voz.


Comentem meus anjinhos :*


quinta-feira, 31 de maio de 2012

Curto-circuito


















Engole a saliva e tenta respirar.
A sensação de já ter vivido isso antes traz a tona a insanidade.
E, aos poucos
Ela vai ficando sem ar,
Até sufocar a voz e jogar o corpo ao chão.
Havia se tornado doentia e obsessiva 
Perdera total controle da mente e de todo o resto,
Inclusive o que lhe restara,
A razão.

Bia Bidinotti

Tenho tido muito dessas coisas na cabeça, então voltarei a matar mais personagens enquanto vcs procuram outros blog,
Postado por Bia :*

Pulso




































Que dia estranho.
Todos que teem passado ,
cada vez mais rápido ;
E,
não sei mais se posso dizer que
tudo isso não é um sonho.
Pois tem sido muito estranho pra mim.
Rezo pra que dentro de algumas horas possa acordar.

Bia Bidinotti.

Postado por Bia , ou pelo menos acho que sim :*

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Compreensão



“Começo a ser compreendida, e, finalmente, escrevo sobre tal, é muito bom ouvir pensamentos concretos dos mesmos que escrevi; luz que brilha tão forte intensamente em meu rosto, não vá embora jamais, consegui transmitir o que passa pela minha cabeça, começo a organizar essa gaveta, minha voz é ouvida, nesse meio tempo entre um dia e outro, fecho meus olhos e sorrio, não é só sobre você, tenho uma vida além desta, felizmente, pois sei que é arriscado, mas não teria graça abandonar-te, pois, esse amor, não é como os anteriores, físicos e infantis, esse é mais do tipo do que se aprende com o outro, o entendimento entre tais seres, como posso nomear tal sentimento? Avise-me se souber, tenho consciência do que digo, correndo, estava eu, dos problemas, agora enxergo neles a oportunidade de voar. Aprendi a usar os pontos; é tão maravilhoso poder falar a ti tudo que sinto, a ti, sei que chegará um dia em que rasgarei essas folhas, ou pior, as queimarei; não se sinta mal caro amigo, faço bom uso da sua presença aqui comigo, me induz a esse conhecimento superior, porém, ainda adolescente, admito que digo coisas bobas, redundantes e até escrevo o que não compreendo... Será possível? Eu e você, não mais do que se passará nos próximos meses; socialmente, não, mentalmente, quem sabe? Já acontece tudo e mais um nada aqui dentro, leio, falo e admito novamente essa paixão, finita, conseqüente de motivos que agora entendo, tanto enrolo que digo nada, eu me abri agora, passei a ter sombra, graças a você, meu grande amor, nunca te abandonarei, queridos, lápis e papel”.
Não me lembro a data exata de quando escrevi, só sei que foi no mês de abril, no início.
PS: não tire conclusões precipitadas só porque parece não quer dizer que é !
Postado por Bia :*

quarta-feira, 23 de maio de 2012

domingo, 6 de maio de 2012


“ Espíritos livres ensinam-me o universo das idéias, mal imaginam que estão me ensinando a voar "



Espero que tenham gostado :)
Comentem!
Beijinhos :*
Postado por Bia *-*

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Escrever


Olá pessoas lindas que estão lendo isso agora !
Gostaria de fazer uma pequena pausa aqui na digitação dos textos e fazer uma pesquisa:
o que escrever significa pra vc ?
deixem suas respostas nos comentários, e, se tiver um número considerável de coments, faço uma postagem dedicada a isso ;)

Postado por Bia :)
Cometem! Beijinhos *-*


domingo, 22 de abril de 2012


“ Nem mesmo todas as palavras de agora e anteriores a estas e futuras e condicionais conseguirão descrever os morcegos que sinto "


Confuso? é eu sei,
mas é assim que tudo é, dependendo do ponto de vista.
O que acharam? Comentem!
Beijinhos :*


“Quanto mais falo dele, mais acabo falando de mim, e é esse o motivo de todo esse alvoroço dentro da minha cabeça "


Dedicatória ? não , obrigada, prefiro deixar o nome em branco do que dizê-lo e continuar vagando no "se" ...
Gostaram?Comentem!!!
Beijinhos :*

sábado, 21 de abril de 2012

Morcegos


“ Sinto uma inspiração vindo de dentro de mim de pouco em pouco, hoje tem uma algo diferente, a cada “pouco” isso aumenta mais e mais, e bem mais do que borboletas no estomago, são... morcegos, é, morcegos!Mágicos morcegos que me fazem voar daqui até um lugar desconhecido onde não há luz, nem brilho, só os morcegos e eu ”


Espero que tenham gostado, comentem!
Beijinhos ;*



sexta-feira, 20 de abril de 2012

Real

“ Nada mais consegue me distrair, tudo que passa pela minha cabeça é aquela doce e eloqüente voz, sem mais delongas, não consigo imaginar meu mundo sem ela (a voz), agora ela narra minha vida diante desse desafio a mim imposto: seguir em frente sabendo dessa verdade, ou melhor, realidade, pois se existe pra mim, é uma verdade, mas, não posso fazer nada, já que a REALIDADE é triste e seca, ao contrário da minha verdade, onde a voz narra desde as coisas mais doces, românticas e belas possíveis que sei a quem são faladas, mas não tento roubar seu lugar, pois ela merece; até as coisas mais cruéis, más e prazerosas de se ouvir, meus ouvidos são só dele, e, mesmo não lembrando mais do que estava falando, tento, ao menos tento descrever o sentimento de dor e angústia contra a realidade contrária da minha verdade libertadora da mais uma de minhas histórias de amor “



Espero que tenham gostado, comentem !Beijinhos ;*


quinta-feira, 19 de abril de 2012

Medusa


Olá pessoas, hj vou postar um desenho que fiz recentemente numa segunda feira normal, nas aulas de literatura e filosofia (minhas favoritas) , que, particularmente ficou muito bom,
essa é a minha versão da famosa Medusa, num modelito pré festa :*



O que acharam ? comentem ! beijinhos ;)

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Cansei das linhas, agora vou a partir do branco "
 - Bia Bidinotti (frase e foto )

 


Reflitam sobre isso meus queridos,e, se possível , comentem ;* 

terça-feira, 17 de abril de 2012

Apresentação :)

Olá para todos os leitores(inexistentes), vou fazer uma  pequena introdução:
Meu nome é Bia, tenho 14 anos, estou no primeiro ano do ensino médio do colégio laranjal em laranjal paulista

Adoro escrever,mas recentemente tenho tido mais motivação para este e para os desenhos também,tbm amooo teatro e música, simplesmente  não consigo viver sem ! e é isso que postarei para vcs aqui, textos, desenhos, algumas fotos de acontecimentos e muito mais!
Por favor, não deixem de comentar e participar das pesquisas :*
Tantas coisas na cabeça para serem organizadas, que aqui me despeço, espero que gostem do blog, beijinhos :)